22/07/2008

Fluxamentementemente....

Mesma Mesmice de Sempre: Café ao sol
Uma estrada, uma café repleto de reflexo do sol. Porém não se pode cobrar muito, afinal é nada mais, nada menos que a continuidade da mente. A menta confusa e recorrentemente estranha, encontra os caminhos mais absurdos de ser ver. Com velocidade máxima permitida alguns entraram no primeiro desvio: eis o erro. Saía sempre o indesejável e intolerável mal-estar. Um café já não é mais solução ou exclusão, tudo vai de encontro àquilo que menos se imagina. Ao acaso nunca os encontra. Na verdade sempre encontra, pois o caminho, mesmo que errado, é um caminho. Pode ser errado agora, o essencial futuramente. Tentas de todas as maneiras: uma luz, um acerto, um beijo. Nada poderá encontrar, nada nunca foi encontrado. Já tentaram achar a vida, a paz, a emoção, a porra do amor. Tudo em vão. E continuarão indo, vão em paz. E por maior que seja o vão entre nossa concepção daquilo que realmente é, você sempre tentará pular. Talvez sua visão o confuda. Distancia que parece menor do que realmente é. Aí, o ser humano, super-desumano, começa com suas crises, perguntas sem respostas que sempre retornam a atormentar. O pulo não foi em vão? Talvez, porém como voltar e contar? A morte é certa? Incerta? O que é certo? Nunca encontrará as respostas, já nem sabe as perguntas. Elas mudam constantemente e inconcientemente. Que controle tens de si mesmo, se nem consegues dizer o que vais pensar daqui a pouco? Pois não é o pensar que nos move? Então, eu mesmo nesse fluxo pensamental sem nexo para você, mero mortal de si, encontro meus caminhos. De certa forma confuso, aterrorizante as vezes. Caio no mesmo erro todos os dias: acordar e me perguntar. Não te cansas, de cair em contradição, mera besteira. Passa, mas volta. Encontra em tudo um parceiro ideal, um casal romanticamente deprimido. Sugue toda possibilidade. A dor, a tristeza não daqueles sentimentos habituais do seu dia-a-dia, talvez sejam na tua incessante mentira-de-si-mesmo...
Um café, o sol lá fora e a estrada no horizonte continuam

3 comentários:

Vinha disse...

Na verdade não escondo nada... São apenas layout que eu fico mexendo... Como tem condigos fontes que não quero perder os deixo lá, quando quero postar imagens e etc..

Nada demais, ta vendo?!

*Vou ler o post.!

teca disse...

eu acordo todos os dias e me pergunto: oq q eu tô fazendo com a minha vida??

hj tá tudo assim: uma confusão de pensamentos, nem eu sei a resposta!

Vinha disse...

Tantas vezes acordo assim.. por mais que tente não me confundi só me confundo mais...

E o pior é q é gostoso.. Só tenho certeza de uma coisa... Cristo!

No mais, nem sei com que roupa eu vou!