17/07/2008

Verbar

Amar é forte, mas sofrer por amor é mais.
Sofrer também é, mas não saber o porquê é pior.
Saber demais é enlouquecedor para alguns, para outros é solução.
Solucionar é razão de muitas buscas, buscar sem encontrar é decepcionante para outros.
Decepcionar é trágico para a maioria das pessoas. Para outros é natural como respirar.
Respirar é existêncial, deixar de respirar é espiritual.
Deixar é o início para muitos, e o fim para tantos.
Acabar pode ser um alívio ou uma dor.
Uma dor pode ser amar ou qualquer outro verbo que o contexto conjugar

Com que intensidade você conjuga?

7 comentários:

teca disse...

Profundo heeein! Gosteei!
No momento eu tô só deixando a vida acontecer rsrss!!

Camila disse...

Com a intensidade de quem espera uma resposta positiva, mas que só recebe o mal-me-quer.

Gostei muito do texto!

[P] disse...

Acho que "intensificar" deve ser o verbo que mais conjugo no dia-a-dia, embora nem sempre com consciência disso e, muitas vezes, quando deveria ser menos intensa. Mas a intensidade em si me acompanha.

Gostei particularmente do "acabar".

E gostei do visual novo [de novo! mas esse que está usando me agradou mais ainda]

E, ah, estou gostando de ver esta sua fase em que não abandona o blog por tanto tempo, viu?

=***

ps: seus comentários no meu blog me deixam tímida. não sei lidar muito bem com elogios rasgados. e, às vezes, também não sei me conter no quesito "escrever-post-pequeno" [pelo menos aqueles textos looooooooongos só aparecem de vez em quando, e no meio daqueles outros de três linhas]. sei que escreveu por lá que não tem preguiça, mas eu também abandono muitos textos longos em muitos blogs, inclusive os meus; portanto, só você para aguentar minhas linhas quilométricas :)

[Acho que foi um comentário-estilo-post-IMENSO, né?]

Juliana.Campos disse...

Viver!
Porque nem tudo são flores, e no meu jardim também há muitos espinhos...
Adorei o post ;)

disse...

Que post mais... mais... maravilhoso, moço! Encantada. Bjs e obrigada, o post 100 foi um marco para o Fragmentos. :)

Vinha disse...

Na intensidade do querer...

O querer é o que nos faz viver...

Bjos doces!!!

Roberta Artiolli disse...

Uau! Daqueles que ficam ecoando na cabeça por uns bons minutos, hein?
Conjugar é isso! Intensidade é isso! Porque por muitas vezes pouco me importa o que estou dizendo. O importante é estar sentindo que aquilo deve ser dito naquela hora e acreditar nele. Ainda que seja passar uma vida acreditando AMAR e, depois de um tempo capaz de enrugar qualquer rostinho bonito perceber que 'não, não era bem assim.' E aí, o importante passa a ser ACABAR com os mal entendidos da vida. Como, afinal, tudo acaba um dia.
Vivamos. Intensamente.
Parabéns.